domingo, 12 de abril de 2020



Sábado de manhã ...



Números:

Há meses que não dormia 7 horas seguidas. 
Fez 1 ano no dia 2 de abril às 11h50 que me foi anunciado que provavelmente ficaria sem emprego e 40 minutos depois fez 1 ano que respondi ao anuncio que me traria de volta a casa para um trabalho de que gosto, finalmente. No dia 3 de abril fez 3 meses que fui operada. Hoje faz 30 dias que estou em casa em teletrabalho, 8 dias que não vejo o meu pai sem ser por vídeo-chamada e 35 dias que não vejo a avó Maria, apesar de falar com ela quase todos os dias. Dias de confinamento 105 desde 19 de dezembro, descontados os 10 primeiros de teletrabalho e os 6 em que ainda retomei de forma normal depois de 2 meses de baixa.
Hoje estou cansada, destes e de outros números de que se fazem as contas da vida. Deixo que sobressaiam os momentos que perduram acima da cronologia dos acontecimentos, talvez interesse quando, como e onde, mas hoje descanso somente na memória/emoção em que os vivi. 






Sem comentários: