sábado, 10 de abril de 2021

sexta-feira, 2 de abril de 2021


simbólico, exteriorizar o que queremos que nos vá dentro


 


 


os primeiros morangos do anos, fruto de uma oferta inesperada.

domingo, 28 de março de 2021


simbólico, exteriorizar o que queremos que nos vá dentro


 


a minha pegada de carnívora sempre foi pequena. Dispensava carne a maior das refeições, mas havia excepções em que me sabia bem, dependendo até do contexto social: do cozido no trabalho, à bifana na feira, do pica-pau com os amigos, do presunto e dos enchidos no evento anual de uma corrida, os grelhados no lanche do desconfinamento, e de maneira genérica sempre que fazia parte  do menu, tudo fora de casa. A unica carne que comprei para cozinhar e já lá vai o tempo foram bifes de perú. Mas resolvi tentar acabar com isso tudo e esta foi a primeira alternativa de lanche do pai nas tardes de desconfinamento... not bad!



 

sábado, 20 de março de 2021

quinta-feira, 11 de março de 2021

 



aqui e ali vi uns corações em macramé que me aguçavam a vontade de fazer eu mesma o meu para simbolizar o que me ia no peito. No dia que me cruzei com este, soube que de todos, era o que pelas mãos de outra pessoa, ia mais ao encontro do que pretendia. Encontrei nele ainda mais simbolismo.
da @BANDUA.CREATIVE.ARTS pela mão de alguém que também admiro e que se reinventou nestes tempos de pandemia.
#coração #rosas #mãe 

sábado, 20 de fevereiro de 2021

sábado, 13 de fevereiro de 2021

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2021

sábado, 16 de janeiro de 2021


... O confinamento obriga a olhar para trás e a descobrir como é lindo o Tejo e lezíria das traseiras da minha casa. 
 

sexta-feira, 25 de dezembro de 2020







 O Natal dos mesmos a mais uns palmos de distância. Na luz das velas o mesmo calor. 

domingo, 8 de novembro de 2020





self-portraits
Há hora de almoço depois de cozinhar, antes de me sentar para comer, decidi trocar o confortável pijama, que uso recorrentemente em teletrabalho, por uma roupa que me fizesse sentir bem, feminina e sobretudo me fizesse sentir eu.

(olá eu...) 




sábado, 3 de outubro de 2020

 
Sábado de manhã... 



manhã se eu nao tivesse, historicamente, ficado a dormir até às 13h.