domingo, 1 de fevereiro de 2015



daquelas coisas que dizemos inesperadamente aos outros e reavivamos para nós:
"acredita com ingenuidade, como se fosses uma palerma feliz... deixa-te ser genuinamente ingenua na forma como observas a vida..."


1 comentário:

Joana disse...

Adorei.