sábado, 29 de novembro de 2014



como a noite amanhece, qualquer santo enlouquece... 
(do poema Espaço impossível do Tiago Bettencourt)


e eu fui fotossintetizar para a subida que está cortada ao trânsito, aproveitar o oxigénio a plenos pulmões entre outras liberdades da vida...




Sem comentários: