sábado, 11 de outubro de 2014


imagem daqui

Dizer "não" antes de me perguntarem, "não" depois de perguntarem e insistir no "não" apesar da contra-argumentação e outras pressões que tais. Nem sempre me mantenho tão irredutível, sinto-me cada vez mais livre de voltar atrás, se assim o entender, de repensar de mudar de opinião, sempre que essa atitude revele ser aquela que me leve a aprender e descobrir mais (e o melhor) de mim. O "não" foi o que me permitiu tudo isso reafirmando aquilo que quero ser, para lá daquilo em que me queriam tornar...



Sem comentários: