terça-feira, 6 de maio de 2014



A serenidade tem sido sempre um sentimento que me acompanha na aceitação diária que não posso contar com aquelas antigas rotinas. Há momentos em que as defesas estão em baixo  e deixo-me descer um pouco. Mais vale ir e regressar lentamente pelo próprio pé, do que fazer um grande esforço para ser racional e resistir àquilo que é natural. Também aqui se geram outras rotinas... Felizmente o meu entendimento sobre a vida cooperou e coopera todos os dias para conviver (a maior parte do tempo) tranquila com esta realidade, tirando desta experiencia motivação e ensinamentos que me permitam continuar a encontrar todos os dias um ou mais motivos para sorrir e procurar ser feliz.


2 comentários:

regressos disse...

Ana, não tenho tido muito tempo para actualizar o meu blogue, nem para visitar outros. O bem que me sabe, e faz, vir agora ler as tuas palavras.

Ana Fernandes disse...

Obrigada Inês, eu calculo que é por uma (muito) boa razão ;). Tudo de Bom!!