terça-feira, 27 de maio de 2014



quebrar o silêncio com algo que fale a pena
escutar ...



"do princípio"

(e entretanto +/- 17km com esta em loop)



terça-feira, 13 de maio de 2014



... hoje é também o dia em que o R., aquele amigo das viagens (Roma, Istambul), aterrou noutro destino sem mim, para aquela que seria a minha viagem há tanto esperada, o concretizar de um desejo com tantos anos. Era para ter sido o ano passado mas felizmente ele foi mais arrojado e acabamos por embarcar para algo completamente diferente. Vivo agora um misto de sentimentos perfeitamente normais e aceitáveis. É sem dramas que sinto pena de não estar agora de mochila às costas a olhar para o mapa e as pernas irrequietas a querem percorrer aquelas ruas e depois fazer aquela viagem de comboio e finalmente estar fisicamente onde vou quase todos os dias na imaginação da literatura histórica. É sem dramas porque as circunstâncias mais improváveis juntaram-nos em duas viagens espetaculares, e agora nas circunstâncias mais prováveis estamos cada um no seu ponto do mundo a "viajar" de outra forma. É sem dramas que estou aqui a torcer para que se divirta on his own e se farte de andar e tirar fotos. Vou querer que me conte tudo e me dê boas dicas para o dia em que seja eu a viajar até lá noutras circunstâncias que para mim farão mais sentido ainda...




neste dia o outro objecto foi este 
duas palavras: que horror!!

três palavras: vamos tratar disto!!
o insólito é porque é exatamente do mesmo tamanho do outro que já tenho.


sábado, 10 de maio de 2014



sábado de manhã...

madruguei

e às tantas decidir sair, para variar...

segui numa visita guiada ao jardim botânico...


inesperadamente passei pelo museu de arte antiga 


e por ultimo tirei uma selfie com uma das minhas celebridades favoritas

agora vou descansar... ou talvez não...

amanhã uma coisa é certa, vou comer sopa de peixe ao jantar!!

à tarde fui ao museu cinematográfico com destaque para cenários de reinos distantes que se atravessam na circunferência dos tempos modernos.

sexta-feira, 9 de maio de 2014




a colorir a sala e a dar vontade de ficar só ali sentada a olhar...
e fico mas não tanto tempo... o suficiente para ficar com muita vontade de regressar...


terça-feira, 6 de maio de 2014



A serenidade tem sido sempre um sentimento que me acompanha na aceitação diária que não posso contar com aquelas antigas rotinas. Há momentos em que as defesas estão em baixo  e deixo-me descer um pouco. Mais vale ir e regressar lentamente pelo próprio pé, do que fazer um grande esforço para ser racional e resistir àquilo que é natural. Também aqui se geram outras rotinas... Felizmente o meu entendimento sobre a vida cooperou e coopera todos os dias para conviver (a maior parte do tempo) tranquila com esta realidade, tirando desta experiencia motivação e ensinamentos que me permitam continuar a encontrar todos os dias um ou mais motivos para sorrir e procurar ser feliz.


sábado, 3 de maio de 2014



sábado de manhã...
e das memórias que ir apanhar nêsperas me trás. Faz amanhã 6 anos que rimos muito, abraçamos muito e comemos nêsperas da prima Olímpia. A minha mãe gostava muito de nêsperas e eu nem tanto. Hoje em dia sabem-me melhor talvez pela nostalgia. Por outro lado "doem-me" mais, porque amanhã também faz 3 anos que não abracei mais e chorei muito. 


quinta-feira, 1 de maio de 2014



porque o dia 1 de Maio passou a lembra-me sempre o dia da mãe,  



(desesperante) ultimo