quarta-feira, 25 de dezembro de 2013



pela terceira vez e agora somente os dois, eu e o meu pai, voltamos a rumar ao norte para passar esta quadra natalícia. talvez distraídos com a chuva que caía enganamo-nos na saída do autoestrada e ficamos mais além. voltar para trás pela nacional, foi um exercício de matar saudades dos campos. os tons de cinzento não perturbaram nem um bocadinho a beleza destes dias de inverno. quase bati palminhas quando percebi que iria atravessar a Ponte do Prado e vislumbrar-me com aquele rio imenso. muitas fotos para perpetuar todos os momentos. quatro dias de chuva e um par de botas a meter água... mas o que é que isso interessa. na véspera de Natal cumpri com o propósito que mais pesou na minha decisão de ir. que não vos pareça mal, mas foi por causa do moscatel... aquele que servem na Casa das Bananas. oh faxabor, são dois moscatéis e duas bananas. àquela hora ainda não havia o aglomerado de gente (tonta) que nos podia impedir de chegar perto do balcão por isso permanecemos ali a observar, durante o tempo que quisemos, como é preciso tão pouco para as pessoas se divertirem. seguimos pela rua de souto até à arcada e ai que bonito!! temos de cá voltar de noite... outra noite, não aquela, pois estava a ficar na hora de ir comer as couves com bacalhau. antes foi só passar no shopping, para comprar o pijama que me esqueci de levar... mas o que é isso comparado com o facto de me ter esquecido que o peixinho e periquito não vão à gaveta buscar comida para eles?! valha-nos os amigos, neste caso a amiga, que fez com que eu não passasse o dia de natal no alfa pendular. dos doces e bolos que haviam, troquei tudo por um prato de formigos e aletria. a hospitalidade de quem nos recebeu não tem preço, é do valor de um bem maior que habita naquela família. são dias particularmente difíceis, marcados pela ausência daquela que comigo viveria a satisfação de por ali andar. tive a sensação de a mostra-te através dos meus olhos e da tranquilidade do meu coração. 
para a tranquilidade deste ultimo contribuiu também a sintonia de um inesperado batimento...







2 comentários:

susiedesonho disse...

Gostei tanto deste post. Gostei mesmo. Feliz 2014.

koklikô disse...

Um beijinho grande Ana e que o ano novo te traga a serenidade mas também a força que precisas para atravessar os dias .
Boas entradas !